Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Novelos e Novelas - Du Arte

Novelos e Novelas - Du Arte

08
Mar17

15 03 A Lista BIP

Artur Duarte

A Lista BIP I

A Lulu Alva Queca estava absolutamente fora de si… então não é que se descobriram umas gravações que atestam a existência da lista BIP (Barões com Impostos Pendurados)? Como seria possível tal imprudência?
Virou-se para a Castelinha, sua fiel escudeira e disse:
- Castelinha venha comigo! Temos de resolver este problema de imediato antes que saiamos chamuscadas deste imbróglio…
A Castelinha pegou na sua Luís Vitão, que por sorte até estava bastante pesadinha (“Just in case”) e apressou-se a seguir a chefe… Contrariamente ao que seria espectável dada a sua manifesta má forma física, a Lulu correu ligeira na direcção do Gabinete do secretário Abrenuncio.
Não se fizeram anunciar, nem sequer bateram à porta… entraram pela porta dentro gritando:
- Abrenuncio, que raio de m… são os seus serviços? Você não tem juízo!
O Abrenuncio assarapantado, limitou-se a grunhir:
- Mas o que é que eu fiz para merecer tal fúria? E logo a mim que tenho levado à risca todas as tarefas, por mais sujas que sejam, que me tem incumbido; - rematou surpreendido o descoroçoado Abrenuncio.
- O que é que fez? Ainda tem a lata de me perguntar? Então não sabe que apareceram na revista Vilão, as transcrições de uma comunicação de um dos seus capangas a confirmar a existência da Lista BIP. Não lhe pedi que essa lista tinha de ser mantida altamente confidencial? – Questionou rispidamente a Lulu,
Entretanto a Castelinha ajustou a sua Luís Vitão de forma a coloca-la em posição de lançamento, o leitor não estranhará que o alvo na mira da senhora era precisamente o Abrenuncio…
- Desculpe Lulu, mas não foi a senhora a encomendar o serviço? Não se lembra da trapalhada do Patos Fedelho com a Tecla Em Forma, que nos levou a criar a lista? Porquê essa cobrança?
- Porquê? Porquê? Ainda pergunta? Então não sabia que tínhamos de manter esta treta confidencial?
- Isso mesmo Lulu, dê-lhe com força, pois ele merece! – Ajudou a Castelinha, pronta para a guerra,
- Pois tínhamos, tem razão… eu admito, mas quando tivemos de assumir as consequências da nossa estratégia, pondo em marcha processos contra os voyeurs da lista, estes rebelaram-se… - respondeu titubeante o Abrenuncio,
- Mas para quê avisá-los? E ainda para mais em público, ignorantes, não havia necessidade… - ripostou a Lulu
- Lulu, você está muito nervosa, acalme-se por favor, vamos conversar… - apressou-se a interromper o Abrenuncio – a intenção era tentar cortar o acesso às fichas dos BIP, evitando que a mesma pudesse ser transcrita no Carteiro Matinal…
- O Carteiro Matinal, não tem interesse nisso… está muito absorvida com as trapalhadas do Zé das Trocas, - referiu a Castelinha,
- Mas como ia dizendo, continuou o Abrenuncio, tínhamos de tirar consequências e como sou um homem de acção dei instruções para punir os prevaricadores e prevenir os incautos, não podemos perder gente para a nossa cruzada, todos são poucos e não se pode meter mais gente… admito que foi um erro terem permitido a gravação, estou de acordo, mas agora que o mal está feito cumpre-nos remediá-lo… - concluiu o Abrenuncio com cara de juiz mal parido,
Mais calma, a Lulu, limitou-se a sentenciar,
- Acho que tem razão, logo que nos meteu em problemas agora livre-nos deles, e livre-se de não nos livrar!
Dito isto a Lulu saiu apressada da sala com a Castelinha a segui-la em passo de trote.

A Lista BIP II

Após a saída abrupta da Lulu Alva Queca e da menina Castelinha, o Abrenúncio sentia-se verdadeiramente siderado, como era possível estar a passar por uma situação destas?
E logo a ele que estava num momento crucial da sua promissora carreira… sabia que o Seca Dura Tortas, não iria durar muito à frente do Partido da Paróquia, sabia que tinha concorrência, mas estava muito esperançado em chegar ao topo do poleiro. Já tinha inventariado os putativos adversários, o Vespa, não lhe parecia, de tão habituado a veículos motorizados não tinha pedalada para esta escalada, o Tires de Cima, também não, o posto não era suficientemente remunerado para o atrair, mas já a Sãosinha Triste, essa sim era uma competidora de peso… mas o Abrenúncio, modesto como é, achava que pelo seu mérito, os iria bater aos pontos. E agora isto… parecia que o mundo lhe tinha caído em cima, o Vespa já o tinha avisado, mas ele que nunca pensou que alguém tivesse gravado as conversas internas da Policia do Saque, não se tinha preocupado com estas minudências. Meti o pé na argola – pensou – e depois deste ralhete que sabia ser do conhecimento do Patos Fedelho e do Seca Dura Tortas, não lhe restava outra alternativa senão encontrar uma saída airosa para a crise.
O facto de estarmos no período da Quaresma inspirou o Abrenuncio, para expiar os pecados era necessário imolar uns quantos cordeiros. Não perdeu muito tempo, virou-se para a menina Ambrosina e disse:
- Ambrosininha, chame por favor o Diretor Geral Da Policia do Saque, o Dr. Bulhas Al Fosso
- É para já, - respondeu a menina Ambrosina
Pouco tempo depois lá se apresentou o Bulhas que de imediato foi conduzido á presença do Abrenuncio.
- Dr. Bulhas, estamos metidos num grande sarilho, o senhor permitiu umas gravações sobre a existência da lista BIP, sem me ter informado… – começou a referir o Abrenuncio,
- Estamos, ou está? – Respondeu o Bulhas,
- Infelizmente estamos e direi mais, está. – Respondeu o Abrenuncio,
- Mas eu limitei-me a cumprir ordens… - referiu o Bulhas,
- Oh homem não precisa de mo lembrar, mas permitir gravações em sessões de esclarecimento, faça favor, foi um erro imperdoável,
- Mas que tenho eu a ver com isso? O senhor até sabe que eu até não estava presente na Torre Tombada e foi o Zé Pines, conforme combinamos que avisou o pessoal para terem atenção à Lista BIP, - defendeu-se o Bulhas,
- Pois mas o certo é que a conversa ficou gravada e como eu não sabia, não posso agora dizer que estava a mentir quando neguei a existência da lista. Alguém tem de assumir a responsabilidade! Tem de compreender Dr. Bulhas, vamos ter de encontrar uma solução airosa para todos, - afirmou o Abrenuncio,
- Mas o que pretende? – Questionou o Bulhas,
- A sua cabeça numa bandeja! – Respondeu o Abrenuncio,
- A minha cabeça? Vai-me matar? – Questionou o Bulhas receoso,
- Não homem, você vai ter de se demitir e assumir a culpa de não me ter informado da existência da Lista, nem a mim nem aos meus colegas do desgoverno da nação. Entretanto vai passar umas feriasinhas nas Caraíbas e quando regressar vai ter um tacho no Conselho de Administração de uma qualquer empresa, o Patos Fedelho já falou com o Miquelino Trevas, e ele vai facilitar o seu futuro…
- Resta-me outra alternativa? – Questionou o Bulhas,
- Não homem, e já agora na carta de demissão não se esqueça de mencionar que nem eu, nem qualquer membro do desgoverno conheciam a existência da Lista, que aliás não existia, eram só estudos técnicos. Compreendido?
- Compreendi, - respondei cabisbaixo o Bulhas,
- Muito obrigado pela sua colaboração e desejo-lhe muitas felicidades e fortuna.
Despediram-se com um frio cumprimento.
Logo após a saída do Bulhas Al Fosso, o Abrenuncio esboçou um sorriso e pensou…
- Um cordeiro já cá canta!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub